Arquivo da tag: Biblioteca

Contação de Histórias, Teatro, Literatura esta semana nas Bibliotecas de São Paulo

Destaques da semana de 12 a 18 de setembro

Contação de história: Contos de lá nos cantos de cá, EmQuanta, O escritor na biblioteca: Jean-Claude R. Alphen, Teatro: O trenzinho Villa-Lobos


CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Contos de lá nos cantos de cá
Com Aline Cântia e Chicó do Céu
Do Vale do Jequitinhonha à África, passando pela França, Dinamarca e Marrocos.  Com um repertório de músicas e histórias tradicionais, literatura e cultura popular de diversos povos, a dupla faz um passeio lúdico por contos, cantigas populares e canções, em uma celebração da imaginação literária de várias partes do mundo. . Para maiores de 4 anos.
Dia 13 de setembro (sáb) às 14h – Biblioteca Camila Cerqueira César
Dia 14 de setembro (dom) às 11h – Ponto de Leitura Parque do Piqueri
Dia 17 de setembro (qua) às 14h30 – Biblioteca Vinícius de Moraes
Dia 18 de setembro (qui) às 10h – Biblioteca Paulo Sergio Duarte Milliet

ATIVIDADES ESPECIAIS

EmQuanta
Com Núcleo Quanta
EmQuanta é um jogo, uma visita, uma proposta aos sentidos das crianças pequenas: o que se vê, o que se ouve, o que se toca, com quem se joga. EmQuanta convida pais e filhos a dançar e a interferir no espaço que é ao mesmo tempo jogo, cena e instalação. Da leveza das nuvens à sonoridade das águas, do calor do sol à surpresa do esconde-esconde, a experiência abre espaço para uma iniciação estética. EmQuanta transforma então o espetáculo em proposta de experiência, na qual a criança é também performer, ao explorar sensório e ludicamente os elementos e possibilidades cênicas.Duração: 40 minutos.
Dia 17 de setembro (qua) às 14h – Biblioteca Padre José de Anchieta

O ESCRITOR NA BIBLIOTECA


Em parceria com a Editora Jujuba, importantes escritores dedicados à literatura infantil integrarão o programa “O Escritor na Biblioteca”, de maio a setembro.

Jean-Claude R. Alphen
É ilustrador e escritor de literatura infantil. Já possui mais de 11 livros escritos e ilustrados por ele. Jean foi ganhador do Premio Gloria Pondé, da Biblioteca Nacional, em 2010, e duas vezes finalista do Prêmio Jabuti de melhor ilustração. Pela Jujuba Editora possui três livros publicados, “Bruno e João”;  “O menino-vazio” e seu mais recente lançamento: “O mundo de papel”.
Dia 16 de setembro (ter) às 10h – Biblioteca Anne Frank

TEATRO

O trenzinho Villa-Lobos
Com Cia Articularte
Inspirado nas artes marotas e musicais do menino Tuhu, apelido de infância de Heitor Villa-Lobos, o espetáculo de bonecos fala da sensibilidade musical que existe em todos nós. A peça encena as aventuras e peraltices de Tuhu, seu contato com o mundo da música e a descoberta de sua verdadeira vocação. 45 min. Para maiores de 4 anos.
Dia 18 de setembro (qui) às 10h – Biblioteca Thales Castanho de Andrade

 

Esta semana nas Bibliotecas

cabecalho programacao laranja

Saraus

Sarau das Artes
Direção Artística: Maria Zélia Wolff
Programa semanal onde são apresentadas todas as formas de arte: música instrumental, cantada, popular e clássica, corais, dublagens, danças populares,                                regionais, folclóricas, teatro, balé clássico e popular, poesias, trovas, haicai entre outros. Livre
20 de junho (sex), 14h – BIJ Monteiro Lobato

 

literatura periferica2 1390928793

A Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas convida alguns dos saraus mais reconhecidos da cidade para atividades nas Bibliotecas Públicas. Venha assistir e participar.

Sarau Poesia Maloqueirista
25 de junho (qua), 19h – Tinta Fresca – BP Alceu Amoroso Lima

Contação de histórias

Na Terra dos Bichos Tortos
Com George Passos da Cia Alumiar
Divertidas fábulas inspiradas na oralidade popular brasileira em que bichos vivem inusitadas aventuras, como: O jabuti na festa do Céu, A lenda do lobisomem, A parlenda da formiga. Livre
21 de junho (sáb), 11h – BP Lenyra Fraccaroli

Teatro

letrasperambulantes   facebook 2

Letras Perambulantes
Com Núcleo Caboclinhas
Com muita música e alegria o espetáculo faz uma homenagem à genialidade do poeta e cordelista Patativa do Assaré e sua capacidade de criação e memorização. Passando por sua infância na roça, já experimentando as primeiras rimas, seu contato com os cordéis trazidos pelo pai, sua chegada na rádio Araripe, seu amor por Belinha, além de sua relação com a literatura e o povo sertanejo. Uma história que prima pela mistura entre o simbólico e a realidade, permitindo que o espectador possa conhecer e mergulhar na bela e tão significativa vida e obra desse grande poeta. 50 min. +7
21 de junho (sáb), 14h – BP Hans Christian Andersen

Cinema

DOMINGO É FUTEBOL

BP Roberto Santos

Cinema

 

Boleiros – era uma vez o futebol
Brasil, 1998, 97 min, DVD
Direção: Ugo Georgetti. Elenco: Denise Fraga, Marisa Orth, Flávio Migliaccio.
Num típico bar paulistano, com fotos de jogadores espalhadas pelas paredes, um grupo de homens tem algo em comum: todos são boleiros, profissionais e ex-profissionais do futebol. Livre
22 de junho (dom), 16h

Cursos e oficinas

Oficina de Mitologia Grega
Com Wladia Beatriz Correia, psicóloga e psicoterapeuta
Oficina traz conflitos de heróis da mitologia para os dias atuais. O mito discutido em junho será Antígona, de Sófocles. Adulto.
26 de junho (qui), 15h – BP Alceu Amoroso de Lima

Fantástica Jornada Noite Adentro e outras atrações nas Bibliotecas de São Paulo

cabecalho programacao laranja

Fantástica Jornada Noite Adentro

1 - Fantastica Jornada

Na 14ª edição da Jornada entraremos no universo desses ‘outros’ tão próximo de nós, seres autômatos que despertam um fascínio ambíguo sobre a imaginação das pessoas.

A noite será composta por Leitura dramática da obra de Isaac Asimov , debate, sessões de cinema e jogo de RPG live-action. Ao final, será oferecido um café da manhã.

17 e 18 de maio BP Viriato Corrêa

Confira a programação completa da Jornada no site

Cinema

ESPAÇO SIDERAL

BP Adelpha Figueiredo

2001 – uma Odisseia no espaço
2001: A Space Odyssey, EUA, Reino Unido, 1968, 148 min, legendado, DVD
Direção de Stanley Kubrick. Elenco: Gary Lockwood, Keir Dullea.
Desde a pré-história, um misterioso monolito negro parece emitir sinais de outra civilização, interferindo no nosso planeta. Quatro milhões de anos depois, no século XXI, uma equipe de astronautas a bordo na nave Discovery é enviada a Júpiter para investigar o enigmático monolito. Livre
16 de maio (sex), 16h

PEDRO ALMODÓVAR

BP Paulo Setúbal

A pele que habito
La piel que habito, Espanha, 2011, 120 min, legendado, DVD
Direção: Pedro Almodóvar. Elenco: Antonio Banderas, Elena Anaya, Blanca Suárez.
Roberto Ledgard é um conceituado cirurgião plástico que vive com a filha Norma. Ela possui problemas psicológicos causados pela morte da mãe, que teve o corpo inteiramente queimado. Pai e filha vão juntos a um casamento, onde ela conhece Vicente. Eles vão até o jardim da mansão onde Vicente a estupra. +16
19 de maio (seg), 16h

Saraus

literatura periferica2 1390928793

A Coordenadoria do Sistema de BPs convida alguns dos saraus mais reconhecidos da cidade para atividades nas BPs Públicas. Venha assistir e participar.

Sarau Encontro de Utopias
16 de maio (sáb), 14h – BP Adelpha Figueiredo

Sarau Marginaliaria
17 de maio (sáb), 14h – BP Raimundo de Menezes

Sarau Poesia Maloqueirista
17 de maio (sáb), 19h Récita – BP Alceu Amoroso Lima

Teatro

A flor do Lácio
Com Grupo Baú Encantado
Espetáculo lítero-musical sobre a origem da linguagem e da língua portuguesa, suas variabilidades e riqueza de falares, quebrando com o preconceito linguístico em relação às regionalizações, lançando mão de atividades que favoreçam o diálogo da Literatura com outros segmentos culturais (teatro e música). Atividades interativas, abrindo o diálogo do público com artistas e escritores convidados, apresentações de música juntando o Cordel com o Repente e o Rap, num desafio de rimas e letras de forma a popularizar nosso idioma.
20 de maio (ter), 10h – BP Raimundo de Menezes +11
20 de maio (ter), 14h30 – BP Rubens Borba de Moraes Jovens e adultos

 

Rosemar Patricia  3

Contação de histórias

Armazém de histórias
Com Rosemar Patrícia
Histórias de diferentes origens, culturas e estilos! Vamos conhecer um Curumim a procura do “Pássaro da Chuva”, um menino da China que ama a natureza em “O Pote Vazio” e muitas outras. Tecidos, bonecos e bandôs encantam as histórias! Livre
20 de maio (ter), 12h – Ônibus-Biblioteca – Roteiro: Jd. Ângela
21 de maio (qua), 10h – BP Clarice Lispector

 

Bruno Almeida Maia  Bate-papo  foto por Luciana Zacarias

Palestras

Bate Papo com o autor Brunno Almeida Maia
Dramaturgo da nova geração, Brunno Almeida Maia conversa com o público sobre dramaturgia e o processo de escrita no teatro. Autor da obra “O Teatro de Brunno Almeida Maia” (Editora Giostri, 2014), além de comentar sobre o processo de criação de suas duas últimas peças – Tristes Lembranças e IMUNO, que compõem o livro – o jovem realiza palestra introdutória sobre a origem do teatro no ocidente, as diferenças entre tragédia, comédia e drama, o que é dramaturgia e as suas convergências com outros gêneros literários e linguagens, a sinopse, a criação da personagem, a cena, a ação e o tempo na narrativa dramatúrgica.+16.
22 de maio (qui), 10h – BP Afonso Schmidt

 

O escritor na Biblioteca

Em parceria com a Editora Jujuba, importantes escritores dedicados à literatura infantil integrarão o programa “O Escritor na Biblioteca”, de maio a setembro.

O escritor na biblioteca

Raquel Matsushita
Autora de livros infantis, além de design gráfico. Adora construir os livros, dando cores e formas a eles. Formada em Publicidade e Propaganda, especializou em design gráfico, cor e tipografia na School of Visual Arts, de Nova York, onde também foi colaboradora do escritório de design Linda Kosarin Studio. Hoje tem seu próprio escritório, o Entrelinha Design.
20 de maio (ter), 10h – BP Anne Frank

 

Daniela Padilha
É editora e “A história do arco-íris” foi o seu primeiro livro publicado. Apaixonada pelo universo da infância, trabalha com literatura infantil há mais de 10 anos, dando forma aos textos e ilustrações que recebe. Hoje dedica-se à Jujuba Editora, uma casa editorial dedicada aos livros infantis.
21 de maio (qua), 10h – BP Affonso Taunay

 

Saraus, poesia, teatro e muito mais em março, nas Bibliotecas de São Paulo

cabecalho programacao verde musgo

Agenda de março

agenda março

Clique e confira a Agendinha de março!

Debate

Debate

Rolezinhos: quem explica? A conjuntura sócio-político-cultura e a ocorrência dos rolezinhos
Com Profº Christian Gilioti, Ricardo Alvarez e Eduardo Sterzi. Coordenação: Rafael Barreto e Bruna Atalla
Os rolezinhos incitaram grandes discussões acerca de da utilização dos espaços da cidade e do comportamento dos jovens, trazendo à tona novos e velhos preconceitos. Nesse sentido debateremos as motivações e implicações de tal fenômeno, ora colocado como cultural, ora como político.
7 de março (sex), 14h30 – BP Hans Christian Andersen

Contação de história

Ah! Esses monstros… que horror, que amor!
Com Arabelle Hadife
Será que os monstros são mesmo seres tão horrendos assim? vamos descobrir juntos através de uma gostosa viagem por histórias que nos mostram monstros de várias espécies, e talvez a gente descubra que tudo pode ser um ponto de vista, já pensou em um monstro que pode ser uma amor de pessoa? Infantil
12 de março (qua), 10h – BP Castro Alves

Arabelle Hadife (1)

Saraus

literatura periferica2 1390928793

Acesse aqui a programação completa de Saraus.

Sarau Arte Maloqueira apresenta “Produções feministas no 08 de março”
Participação do Coletivo “Nós, mulheres da periferia”
08 de março (sáb), 17h – BP Cora Coralina

Sarau dos Mesquiteiros
08 de março (sáb), 14h – BP Rubens Borba Alves de Moraes

Teatro

buraco do muro2 - teatro

O Buraco do Muro
Com Maracujá Laboratório de Artes
Os amigos Lucas, Fred e Eder estão o tempo todo ligados na rede. Sempre com seus celulares e computadores em mãos, eles não aderem aos livros nem quando devem fazer um trabalho de literatura do colégio. Preferem copiar e colar da internet. Tudo muda quando eles começam a receber mensagens de texto misteriosas em seus telefones. Através delas, os garotos são guiados para dentro de grandes títulos, como Alice no País das Maravilhas, Dom Quixote e Moby Dick. Livre.
8 de março (sáb), 11h – BP Belmonte
9 de março (dom), 11h – BP Cora Coralina
12 de março (qua), 14h30 – BIJ Monteiro Lobato

Cinema

CLÁSSICOS DO CINEMA AFRICANO

Biblioteca Pública Viriato Corrêa

Filmes clássicos de grandes cineastas africanos, restaurados pela Cinémathèque Afrique, entidade que incentiva a produção e a difusão do cinema africano e que faz parte do Institut Français, órgão de promoção e cooperação cultural francês.

Jom ou a história de um povo +12
7 de março (sex), às 15h

Os combatentes africanos da Grande Guerra +12
7 de março (sex), às 17h

Safrana, ou o direito à palavra +12
8 de março (sáb), às 15h

Taafe Fanga, poder de saia +12
8 de março (sáb), às 17h

Tabataba +12
9 de março (sáb), às 17h


©2014 BibliotecasSP | Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas. Secretaria de Cultura. Prefeitura de São Paulo | www.bibliotecas.sp.gov.br

Poesia, Literatura e Arte nas Bibliotecas de São Paulo

 

cabecalho programacao laranja

Exposição

Verso Convite Planeta Luz

Oficinas

Camila Feltre - E um livro... (1)

É um livro…? Relendo o livro como objeto
Com Camila Feltre, arte educadora, mestranda em Arte Educação no Instituto de Artes da UNESP
Durante a oficina será investigado o mistério que rondam os livros. Alguns jogos, brincadeiras e uma leitura coletiva podem ser nossos aliados. Cada participante poderá contribuir criando um livro e compartilhando suas descobertas. +5
30 vagas.
24 de fevereiro (seg), 14h – BP Hans Christian Andersen

Saraus

literatura periferica2 1390928793

A Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas convida alguns dos saraus mais reconhecidos da cidade para atividades nas Bibliotecas Públicas. Venha assistir e participar.

Sarau Encontro de Utopias
22 de fevereiro (sáb), 14h – BP Adelpha Figueiredo

Sarau Elo da Corrente
24 de fevereiro (seg), 19h –BP Brito Broca

Sarau A Voz do Povo
25 de fevereiro (sáb), 14h – BP Helena Silveira

Contação de histórias

Belmonte contação

Mar de histórias
Com Cia Cantos e Contos
No espetáculo “Mar de histórias” adultos e crianças são convidados a navegar pelo universo mágico do mar. Encantamento, amor e humor em contos e canções. Peixes, pescadores, sereias e muito mais reunidos em um único lugar. Livre
21 de fevereiro (sex), 14h30 – BP Belmonte

Cinema

Cinema destaque

COMO FICAR MILIONÁRIO EM 16 PASSOS FALSOS

Biblioteca Roberto Santos

Pickpocket, o batedor de carteiras. +14
21 de fevereiro (sex), 16h

Acossado. +12
21 de fevereiro (sex), 19h

Onze homens e um segredo. +12
23 de fevereiro (dom), 16h

O grande golpe. +12
23 de fevereiro (dom), 18h

Contação de Histórias, Saraus e Cinema Grátis nas Bibliotecas de São Paulo

cabecalho programacao azul

Curso básico de formação para Contadores de Histórias

As inscrições para o Curso Básico de Formação para Contadores de Histórias começam no dia 17 e vão até o dia 28 DE FEVEREIRO
na Biblioteca Hans Christian Andersen

1891205 812117672137825 1682023027 n

Contação de histórias

Contação Belmonte

Contar é preciso, ler é indispensável
Participação de integrantes do projeto Conta Comigo – UniÍtalo
Leitura e narrativas de histórias e contos estimulam o potencial criativo e o prazer de ler. Público alvo: participantes de programas de incentivo à leitura.
Inscrições pelo telefone: 5687-0408.
12 de fevereiro (qua), 10h30 e 14h30 – BP Belmonte

Saraus

literatura periferica2 1390928793

A Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas convida alguns dos saraus mais reconhecidos da cidade para atividades nas Bibliotecas Públicas. Venha assistir e participar

Sarau Arte Maloqueira
8 de fevereiro (sáb), 17h – BP Cora Coralina

Sarau Marginaliaria
8 de fevereiro (sáb), 14h – BP Raimundo de Menezes

Cinema

COMO FICAR MILIONÁRIO EM 16 PASSOS FALSOS

Biblioteca Pública Roberto Santos

Ladrão de diamantes. +12
7 de fevereiro (sex), 16h

Maverick. +12
7 de fevereiro (sex), 19h

Bonnie e Clyde – uma rajada de balas. +14
9 de fevereiro (dom), 16h

Jogos entre ladrões. +14
9 de fevereiro (dom), 18h

Bloco das Emílias e Viscondes

Em seu 9º ano, o Bloco das Emílias e Viscondes sairá pelas ruas da Vila Buarque festejando o personagem Marquês de Rabicó!

Todas são gratuitas. Para crianças e adolescentes.

Biblioteca Monteiro Lobato

Rabicó

Oficina de construção do bonecão
Orientação: Edson Gon
10 e 12 de fevereiro, 15h

Oficina de fantasias
Orientação: Valéria Silva e Vera Alves
Construção de fantasias (cartolas do Visconde, perucas da Emília, gorros do Saci, máscara da Cuca, avental da Tia Nastácia, tiara da Narizinho, suspensório do Pedrinho).
10 e 12 de fevereiro, 15h

Oficinas de percussão
Orientação: Jica, Turcão
Instrumentos: caixa, agogô, surdo, tamborim, chocalho (Ganzá) e xequerê
11 e 13 de fevereiro, 15h

Mercado editorial brasileiro: crescimento e cultura digital

livros

Segundo dados da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, lançada em 2012, há 88,2 milhões de leitores no país, de um total de 178 milhões de brasileiros com mais de cinco anos de idade. São considerados leitores, segundo um critério internacional, pessoas que leram pelo menos um livro nos últimos três meses. E apesar de o número de leitores ter diminuído em relação à última pesquisa realizada em 2007, os resultados registram que 49% dos atuais leitores afirmam estar lendo mais do que leram no passado. Esse aumento do volume de leitura pode explicar o crescimento das vendas de livros nos últimos anos. Segundo a última edição da pesquisa “Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro”, divulgada em julho de 2012, as editoras brasileiras tiveram um aumento de 7% nas vendas com relação a 2010. No período, também houve um aumento do número de publicações em torno de 6%.

E a diversidade marca esse panorama: com quase 500 editoras atuantes no mercado, sejam nacionais, internacionais ou de capital misto, e também com muitos autores nacionais conceituados, o mercado no Brasil tende a crescer. “O mercado editorial brasileiro vem crescendo e se profissionalizando, acompanhando o desenvolvimento econômico do país sobretudo nos últimos 20 anos. Isto se revela no aumento do número de editoras e livros publicados, assim como do padrão de qualidade dos serviços e produtos; no interesse crescente dos grandes grupos internacionais pelo mercado interno; na maior visibilidade que os autores brasileiros vem conquistando no exterior; e no oferecimento de cursos específicos voltados para trabalho editorial”, analisa o editor Cide Piquet, da Editora 34.

Projetos editoriais para públicos diferentes

Ao lado das grandes editoras, como a Companhia das Letras, Objetiva e Martins Fontes, por exemplo – com catálogos grandes e heterogêneos – destacam-se no também aquelas de perfil mais específico, como é o caso da Cosac Naify. “Ocupamos um nicho de mercado de livros de alta qualidade editorial, respondendo por um catálogo de valor literário e de referência para as distintas áreas em que atuamos. Nosso público vem do meio cultural e universitário, leitores exigentes em geral”, explica Florencia Ferraria, diretora editorial da Cosac Naify.

O público acadêmico é também um dos principais leitores da Editora 34, que tem um catálogo focado nas áreas de filosofia contemporânea, sociologia, estudos literários, música e literatura, tanto nacional como estrangeira. Outro exemplo de editora com perfil específico é a Zarabatana Books, voltada para a publicação de quadrinhos autorais, cujo público vai além dos leitores habituais de HQs. “Do ponto de vista de nossa linha editorial, vejo o mercado brasileiro em grande expansão, com o surgimento de novos talentos nacionais assim como a publicação de HQs de diversas partes do mundo, tanto de clássicos como de novos autores. Atualmente existe também o reconhecimento e a valorização dos quadrinhos por entidades públicas brasileiras, através de programas de apoio à edição e compra de obras para bibliotecas escolares”, diz Cláudio Martini, editor da Zarabatana Books.

Nesse mercado de nichos, não se pode esquecer das pequenas editoras, que publicam jovens escritores, como é o caso da Não Editora, da Patuá, da Demônio Negro e d’A Bolha, entre outras. Essas editoras têm um papel bastante importante não só em lançar nomes, que mais tarde irão se fixar no mercado em editoras de maior porte, mas também em criar um público para as novas gerações de escritores.

Formato digital

Não há como falar hoje em mercado editorial sem pensar nos livros digitais. Ainda recentes no Brasil, os e-books já começam a trazer resultados para as editoras. A primeira empresa de tecnologia para leitura digital a entrar no mercado brasileiro foi a Kobo, em parceria com a Livraria Cultura. Hoje, porém, livros digitais em português podem ser adquiridos na Amazon, Apple e Google. E as principais editoras do país já colocaram o pé no digital: a Companhia das Letras, por exemplo, tem um catálogo de mais de 600 e-books, incluindo literatura brasileira e estrangeira. Rocco, Objetiva, Record e Zahar também oferecem um catálogo grande e variado de publicações digitais.

Para entrar nesse mercado, em 2011, a Editora 34 fez uma experiência: lançou a Nova antologia do conto russo, na íntegra e em e-book, mas também em partes, ou seja, cada conto poderia ser comprado separadamente. “A recepção foi muito boa. O conto Depois do baile, de Tolstói, chegou a ficar na lista dos mais vendidos da Livraria Cultura”, conta Piquet. Entre os critérios da editora para a escolha dos títulos para publicação digital estão a relevância do título, a viabilidade do contrato e a adequação ao formato. Fazem parte das próximas ações digitais da 34 o lançamento de títulos de não-ficção e também de títulos esgotados no catálogo convencional.

Mais recentemente, em abril deste ano, a Cosac Naify lançou seus primeiros e-books. “Nossas edições procuram trabalhar com os melhores tradutores e oferecer aparatos de especialistas do tema, além de material extra para que o leitor possa ampliar seu conhecimento em relação ao texto principal. Parte desse material editorial se mantém nos e-books”, esclarece Florencia Ferraria.

O papel das feiras

Se por um lado o mercado está aquecido, por outro, ainda há um grande desafio: conquistar um público leitor maior. Além das escolas e universidades, cumprem parte desse papel as Feiras do Livro e eventos literários, como a Festa Literária de Paraty, no Rio de Janeiro; a Jornada Literária de Passo Fundo e a Feira do Livro de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul; a Bienal do Livro e a Balada Literária, ambas em São Paulo. São eventos que aproximam leitores e autores em palestras e sessões de autógrafos.

Não menos importantes são as feiras no exterior, que contribuem para a internacionalização dos autores brasileiros e também como cenário comercial para as editoras nacionais. “Para nós, mais do que uma oportunidade de realizar negócios, a participação em feiras importa como momento intenso de relacionamento com parceiros e de abertura de projetos para o futuro. O interesse pela literatura brasileira, em especial contemporânea, vem crescendo”, relata Florencia Ferraria.

As feiras também são importantes para os editores que buscam autores de outros países para tradução. A editora Cosac Naify, por exemplo, tem 32 obras traduzidas do alemão para o português, enquanto a Editora 34 já contabiliza 30 obras cujo original é alemão. “Em virtude da Temporada Alemanha – Brasil 2013/2014, temos mais cerca de seis títulos previstos para breve. O programa de apoio à tradução e as parcerias com o Instituto Goethe, de modo geral, são um grande incentivo para a realização de um projeto como esse”, afirma Piquet. Com a participação do Brasil como país convidado da Feira do Livro de Frankfurt em 2013, esse diálogo entre os mercados editoriais tende a crescer, ampliando o número de traduções e aquecendo o mercado de ambos os países.

Matéria original: Camila Gonzatto – Goethe Institut – 06/07/13
Camila Gonzatto é roteirista e diretora de cinema e TV e cursa doutorado em Teoria da Literatura na PUC-RS.
%d blogueiros gostam disto: